Águas Claras Engenharia
Product ID: 155
Product SKU: 155
New In stock />
Reator UASB -  20 m³

Reator UASB - 20 m³

Marca: Águas Claras EngenhariaDisponibilidade: Disponível em 30 dias úteis Data de Lançamento: 18/06/2019


Por:
R$ 31.029,00

R$ 30.411,52 à vista com desconto
ou 10x de R$ 3.102,90 Sem juros
Simulador de Frete
- Calcular frete

O reator UASB – Upflow Anaerobic Sludge Blanket – é um reator anaeróbio de fluxo ascendente de alta eficiência. Normalmente, o reator UASB é utilizado em processos primários para a estabilização da matéria orgânica inicial. É utilizado tanto em Estação de Tratamento de Esgoto Sanitário quanto em Estação de Tratamento de Efluentes Industriais.                                                                                    

Como funciona:

Os efluentes líquidos  sanitários e ou industriais, na maioria das vezes, são dirigidos por gravidade e devem passar por um sistema de retenção de sólidos grosseiros. Logo após, devem fluir para o equalizador ou a elevatória. No tanque equalizador será realizada a correção do pH, se necessário. Em muitos casos devemos adicionar nutrientes (F e N) para, em seguida, o líquido ser bombeado para o reator UASB de manta de lodo.

No reator anaeróbio de manta de lodo o efluente entra pela parte inferior, em fluxo ascendente, passando através de um leito de lodo denso e de elevada atividade. O perfil de sólidos no reator varia de muito denso e com partículas granulares de elevada capacidade de sedimentação, próximas ao fundo (leito de lodo), até um lodo mais disperso e leve, próximo ao topo do reator (manta de lodo).

A estabilização da matéria orgânica ocorre em todas as zonas de reação (leito e manta de lodo), sendo a mistura do sistema promovida pelo fluxo ascensional de líquido e das bolhas de gás. O efluente industrial e ou sanitário deixará o reator   pela parte sobrenadante de um decantador interno, localizado na parte superior do reator.

Um dispositivo de separação de gases e sólidos, localizados abaixo do decantador, evita que o fluxo ascendente dos gases que se formam nos processos de estabilização carregue as partículas que se desgarram da manta de lodo, permitindo que estas retornem à câmara de digestão, ao invés de serem arrastados para fora do sistema.

O princípio fundamental do processo de tratamento é a formação de uma biomassa com alta atividade microbiológica, permitindo alto rendimento nos processos de estabilização, considerando os limites para as reações anaeróbias, e um tempo de detenção hidráulica relativamente curto, e assim o líquido é dirigidos para o tratamento complementar, onde se procede a continuação dos processos a oxidação da matéria orgânica presente nestes líquidos, em muitos casos o processo de lodo ativado com remoção de nutrientes.

O reator UASB muitas vezes deve receber o excesso de lodo do sistema de pós-tratamento em muitas vezes um sistema de lodo ativado. Esse lodo gerado e armazenado no reator UASB deve ser retirado do fundo do tanque de forma equilibrada para não comprometer a flora bacteriana para um sistema de desidratação.

 Características técnicas do Reator UASB

Vantagens

  • Alto grau de estabilização do efluente;
  • Baixa produção de lodo;
  • Menor necessidade de nutrientes;
  • Baixa remoção de nutrientes;
  • A eficiência do tratamento não é limitada pela transferência de oxigênio;
  • Metano como produto final;
  • Baixa demanda por área e custos baixos na implantação;
  • Possibilidade de manutenção da biomassa, sem alimentação do reator;
  • Baixo consumo de energia;
  • Tolerância a elevadas cargas orgânicas.

Desvantagens

  • Baixa remoção de nitrogênio, fosforo e patógenos;
  • Necessidade de um pós-tratamento;
  • Aplicação limitada para alguns efluentes;
  • Temperatura relativamente alta 30º a 35 º;
  • Baixa velocidade do crescimento das bactérias metanogênicas.
  • Maior tempo de detenção hidráulico;
  • Baixa velocidade no ajuste a novos despejos e variação de condições ambientais;
  • Possibilidade de geração de maus odores e corrosão;
  • Eficiência entorno de 65 % em termo de remoção DBO

MEDIDAS:

Altura: 3,71m              Diâmetro: 2,94m

Vazão para esgoto sanitário: 45 m³/dia

Para efluentes industriais a vazão depende da DBO e deve ser consultado nosso departamento técnico.

 

Memorial Descritivo e de Cálculos;
Desenho Técnico do Equipamento;
ART;
Manual de Operação;
Acompanhamento Técnico online Durante a Instalação.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
  • Volume (m³): 20 m³

Confira os produtos